Migração do IPV4 para o IPV6, o Problema ‘Real’ dos anos 2000 (Y2K)

Confira nossos E-books e Cursos on-line completos em infra de Redes!

capa Dominando o IPv6 1a ed_batcapa Dominando Sub-redes no IPv6 e IPv4 1a ed_bat

Migração do IPV4 para o IPV6, o Problema ‘Real’ dos anos 2000 (Y2K)

Falha na migração para o IPV6 criará desempenho com ‘altos e baixos na velocidade’

Por Sevcik e Wetzel in Tuesday, 05/25/10 – 5:50am.

Traduzido e adaptado por Ademar Felipe Fey em 29/05/2010 às 19:21hs.

Muitos acreditam que as advertências sobre os perigos de se esgotar os endereços IPV4 podem ser ignoradas seguramente — algo igual ao que aconteceu no Y2K do último século, quando existia muito barulho sobre quase nada. Afinal de contas, você já tem seu endereço IPV4, assim por que você deveria se preocupar? Desempenho, esta é a questão.

Considere isto. A coexistência do IPV4 e do IPV6 é como ter duas medidas de trilho da via férrea. Transportando a carga por uma rota com medidas múltiplas introduz uma demora para transferir a carga de um trem para outro antes de que ela pudesse continuar no seu caminho. Da mesma maneira, uma rota da rede que envolve o IPV4 e “rastos” de IPV6 exigem que os provedores de serviço implementem um processo de conversão que reduz o desempenho da velocidade — e quanto mais conversões ao longo da rota, maior o golpe no desempenho. Assim, quanto mais rápido acontecerem as transições mundiais do IPV4 para o IPV6, menores conversões com “solavancos na velocidade” no tráfego de Internet acontecerão, no final das contas, e o desempenho no usuário final será melhor.

Aqui é onde as coisas estão postas. John Curran, CEO do American Registry for Internet Numbers – ARIN – (Registro americano para Endereços da Internet), a organização responsável por administrar os endereços de IP para a América do Norte, nos falou no café da manhã na Interop que o fim da disponibilidade de endereçamento IPV4 está perto. John está em uma missão para difundir a palavra sobre o esgotamento do espaço do endereço do IPV4 e a necessidade para uma adoção rápida do IPV6. No momento que escrevo este artigo a ARIN prevê que o mundo ficará sem os endereços de IPV4 em 13 meses. Este é um bonito cálculo do dia do “juízo final do IPV4″. Dependendo de quando você estiver lendo este artigo, o tempo para o dia do “juízo final” pode variar. (Nota do tradutor: o site original do arquivo contém uma calculadora on-line do tempo que resta para o dia “D” do IPv4).

No backbone da Internet, ISPs (Provedores de Serviço Internet) parceiros implementaram o IPV6. Grandes trechos da Internet em regiões em desenvolvimento como a China adotaram IPV6 desde o início. ISPs de Broadband (Provedores de Serviço Internet de banda larga) como a Comcast estão se preparando para migrar para o IPV6 e quando eles virarem o interruptor algo em torno de 14 milhões de assinantes se tornarão pontos terminais IPV6. Agências federais dos EUA foram ordenadas a atualizarem seus backbones para o IPv6 antes de 2008.

Como o golpe de desempenho da conversão do IPV6/IPV4 será sentido não sabemos, mas nós podemos dizer com confiança que cada conversão somará mais demora do que na tradução de endereço de rede (NAT) e isso é apenas um processo de conversão do IPV4 para IPV4. Cada conversão do IPV4 para IPV6 e do IPV6 para IPV4 adiciona um salto (hop) extra e exige uma quantia maior de poder de computação para processar a informação de status de com quem você está tentando falar e para quem você é conhecido na outra ponta. Quanto mais gateways (para as conversões) na rota, mais onerosas as exigências do processo se tornam. Assim se você tiver um site Web, nós sugerimos que você migre para o IPV6 o mais cedo possível, porque isso minimizará o número de conversões que seus usuários terão que suportar, no final das contas, e melhorará o desempenho.

Nota do tradutor: leve em consideração que este artigo foi produzido nos EUA e reflete a posição no pais que tem controle sobre os endereços IPs públicos.

Disponível em http://www.networkworld.com/community/blog/ipv4-ipv6-migration-%E2%80%98real%E2%80%99-y2k-problem?source=NWWNLE_nlt_network_optimization_2010-05-27

Acesso em 29/05/2010

Consulte sobre nosso curso de IPv6

Confira nossos E-books e Cursos on-line completos em infra de Redes!

capa Dominando o IPv6 1a ed_batcapa Dominando Sub-redes no IPv6 e IPv4 1a ed_bat

 

Sobre ademarfey

Professor de TI aposentado. Escritor na área de Redes de Computadores e Telecomunicações. Também pesquisa a Imigração Alemã no Brasil desde 2017.
Esse post foi publicado em IPV6. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Migração do IPV4 para o IPV6, o Problema ‘Real’ dos anos 2000 (Y2K)

  1. Raul Ricardo Gauer disse:

    Muito bem lembrado.

    Me parece que no Brasil o assunto está sendo tratado de forma lenta. Não acordamos ainda para a realidade e quando isto acontecer é bem possível que o nosso concorrente já tenha tomado o café da manhã e está se preparando para o jantar….

    Vamos abrir os olhos rapidamente….

    Bela matéria, parabéns.

    Sds. Gauer

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s