Cabeamento Estruturado para Iniciantes

Confira nossos E-books, Cursos, Videoaulas e Artigos em Infra de Redes!

capa CE 3a ed 2016 blog      

Cabeamento Estruturado para Iniciantes

Do original Data Cabling for Beginners. Posted in: Structured Cabling by Structured Voice & Data Cabling on May 26, 2009.

Traduzido e adaptado por Ademar Felipe Fey em 02/01/2011.

O que é o cabeamento estruturado? Cabeamento estruturado é o fundamento da sua rede, ele é o meio físico que interliga todos os seus computadores e servidores em conjunto e é provavelmente um dos itens mais importantes e muitas vezes esquecido em redes empresariais. O processo começa pela instalação de um cabo de par trançado, feito de fios torcidos circundados por um revestimento protetor, para conectar linhas de dados para um computador ou outro componente da rede. Os cabos são passados através de tetos e paredes, fora da vista, e um link de dados / ponto de telefone a um patch panel ou bloco de terminais, freqüentemente instalados dentro de um rack, numa sala de servidores ou um armário de telecomunicações. Simplificando, o cabeamento é usado para interligar computadores para que eles possam formar uma rede comum e se comunicar diretamente um com o outro.

• Para iniciar, o cabo é passado a partir do ponto de terminação central ou MDF (Main Distribution Frame) e se estende, através do prédio, até  um ponto de saída.
• A saída é terminada num jack de uma tomada (conector RJ-45) selecionado para o tipo de cabo que você está usando.
• Um cabo de rede é usado  para ligar o conector RJ-45 do ponto de saída da área da estação de trabalho (WAO) a um computador ou outro dispositivo capacitado para a  rede,  como um fone habilitado para o VOIP.
• Na sala dos servidores, MDF ou armário de telecomunicações, os cabos são terminados em um patch panel e os números correspondentes serão alinhados para garantir uma fácil identificação. Um bastidor ou rack de piso ou parede (normalmente com altura de 19 “) pode ser usado para abrigar o patch panel, dependendo da concepção das salas e de espaço.
• Finalmente,  um teste do cabeamento será feito para garantir que tudo está em ordem, e testes de certificação também podem ser feitos para garantir a conformidade com os padrões da indústria de telecomunicações.

Uma vez que seu escritório está corretamente conectado, a eficiência é a certeza de que o aumento da rede e dos eventuais aditamentos ou alterações ao sistema de cabeamento será fácil de concretizar. Então, como você começa? Há diversas variáveis que devem ser considerados antes de começar. A primeira é o tipo de cabo que vai ser utilizado. Existem vários tipos de cabos e usar o correto é fundamental. Enquanto a tecnologia avança, os protocolos de cabo estão se tornando mais rápidos e melhores.

• CAT3 – Um cabo de par trançado não protegido (UTP) configurado para transportar dados até 10 Mbps, com uma largura de banda possível de 16 megahertz. Popular no início de 1990, mas agora considerado obsoleto, diminuiu em popularidade devido ao favorecimento da CAT5 alto desempenho. Essa categoria ainda é normatizada para o uso da voz analógica.

• CAT5 – Um cabo de par trançado de alta integridade de sinal que é capaz de sustentar frequências de até 100 MHz. Dentro de cabos categoria 5 cabos temos 4 pares trançados em um único revestimento do cabo. Esse cabo usa linhas balanceadas que ajudam a manter uma alta relação sinal-ruído e reduz consideravelmente a interferência crosstalk. Essa categoria não é mais normatizada.

• CAT5e – Uma versão melhorada do Cat 5, que aumenta as especificações do far end crosstalk  e todas as novas instalações deveriam ser, pelo menos, CAT5e.

• CAT6 – Uma estrutura de cabo para redes gigabit Ethernet e protocolo de rede adicional que é compatível com cabos CAT3, CAT5 e CAT5e. Cabos CAT6 têm características mais rigorosas para o crosstalk e ruído do sistema. Cabos CAT6 proporciona um desempenho de até 250 MHz.

• CAT6a – Uma melhora na CAT6, a Cat6a opera em freqüências de até 500 MHz e pode realizar operações de 10 Gbpss até uma distância máxima de 100 metros. A Cat6a também traz  melhoria nas condições de utilização, particularmente na área de ruído crosstalk.

• CAT7 – Compatível com a CAT5 e CAT6. A CAT7 introduz ainda mais exigentes especificações de crosstalk em relação ao CAT6 ou Cat6a. Blindagem foi adicionada para pares de fios individuais e no cabo como um todo,  para conseguir essa melhoria. A CAT7 foi criada para permitir 10 Gigabit Ethernet sobre 100 metros de cabeamento de cobre, e é capaz de rodar em freqüências de até 600 MHz.

Depois de ter selecionado as suas necessidades de velocidade de cabo você tem que determinar com o tipo de revestimento de cabo, ou tipo de cabo, é necessário para sua instalação:

• Plenum – O Plenum é um tipo de revestimento do cabo que não só é extremamente resistente ao fogo, mas também emite uma fumaça muito menos tóxica, se pegar fogo. Alguns edifícios e construções padronizadas exigem isso como uma medida de precaução em caso de incêndio. O nome plenum nome refere-se ao ar condicionado, sistemas de climatização instalados em edifícios usados para puxar o ar para fora da área e depois dissipá-lo em outra. Se acontecesse  a fumaça tóxica no ar, imagine o quão rápido ela poderia ser bombeada por todo um edifício de escritórios, com alguns desses grandes sistemas de aspiração em uso. Com o revestimento de cabo plenum, os níveis de toxicidade,  após um evento catastrófico, como esse,  seria extremamente inferior do que com o revestimento PVC comum. No entanto o cabo com revestimento plenum pode ser quase duas vezes mais caros do que com o PVC padrão.

• PVC – O PVC é um padrão de revestimento do cabo padrão que é extremamente rentável, se você estiver em um orçamento apertado. Apesar de não ser tão seguro quanto o revestimento  plenum, o PVC trabalha na mesma velocidade e possui a mesma qualidade eletrica de cabo. A única diferença, além do custo, seria de que o material de revestimento de PVC é extremamente tóxico ao ser queimado. Para uso doméstico padrão, o PVC pode não ser uma má escolha, mas para um escritório empresarial com muitos funcionários, ou uma instalação com grande público, tais como um hospital ou uma biblioteca, o PVC seria uma receita para o desastre, devido à combinação de sistemas de climatização e alto número de pessoas que seriam expostas à fumaça tóxica.

Outro fator importante a considerar é o tipo de teto que você tem em seu prédio. Isso afetará diretamente como os cabos serão instalados.

• Teto suspenso – com um teto suspenso, o cabeamento é tão fácil como caminhar num teto aberto e passar o cabo através dele. Este tipo de teto  permite que os cabos  podem ser facilmente escondidos e é o menos difícil de trabalhar, sendo o tipo de teto dominante na maioria dos edifícios comerciais.
• Teto aberto – um teto aberto exige atenção meticulosa aos detalhes, sendo que os cabos e vigas serão expostos e tempo deve ser gasto para fazer o cabeamento esteticamente agradável.

• Teto rígido – Se você tem um teto rígido, o trabalho de cabeamento será o mais difícil. Cabeamento num teto rígido é muito mais trabalhoso do que o cabeamento no forro, o que torna um trabalho mais caro e demorado. Poucos edifícios comerciais têm tetos rígidos, mas quase todas as residências usam-no.

Uau! Um monte de informações, não é? Qual cabo devo usar? Por onde eu começo? O que melhor atende às minhas necessidades? Não se sinta como você tem que entender tudo isso por si mesmo, porém, ajuda confiável e amigável pode ser encontrada em contato com Xetra Networks

Disponível em http://www.xetranetworks.com/category/structured-cabling. Acesso em 30/12/2010.

Quer saber mais sobre Cabeamento Estruturado ?? Consulte sobre nosso curso de ninfra sobre o assunto .

Informações adicionais pelo e-mail ademar.fey@gmail.com.

Sobre ademarfey

Professor de TI aposentado. Escritor na área de Redes de Computadores e Telecomunicações. Também pesquisa a Imigração Alemã no Brasil desde 2017.
Esse post foi publicado em Cabeamento Estruturado, Redes de Computadores e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s