Irá o cabo de par trançado ser o padrão definitivo para interconexão de redes?

Irá o cabo de par trançado ser o padrão definitivo para interconexão de redes?

Confira nossos E-books, Cursos e Videoaulas em Infraestrutura de Redes!

capa CE 3a ed 2016 blog        

Adaptação do original “Will copper always be the networking standard?.” Date: November 29th, 2010. Author: Rick Vanover

Tradução e adaptação por Ademar Felipe Fey em 01/01/2011.

Eu andei pensando sobre o futuro da mídia de cabeamento de cobre para a interconexão de rede e eu coloquei uma questão de porque ainda estamos usando redes de par de fios de cobre, efetivamente da mesma forma que temos usado desde o início de 1990?

Desde aquela época, a mídia de cobre tem sido o padrão interno dos centros de dados para a conectividade de servidores, bem como para dispositivos terminais, como PCs e impresso

  1. Baixo custo e uso intercambiável: a mídia de cobre é muito acessível para PCs, servidores e impressoras. Além de qualquer preferência de cor, é versátil o suficiente para trabalhar para todos estes dispositivos.
  2. Fácil de fazer: porque a interconexão de rede com o cobre é relativamente fácil de trabalhar (em comparação com a fibra), os grupos de TI podem fazer seus próprios cabos para as necessidades específicas de comprimento, se necessário, bem como para redução de custos.
  3. Atualização de características: O cabo de par trançado tem aumentado seus recursos ao longo dos anos, mais notavelmente o suporte para 10 Gigabit Ethernet e Power over Ethernet.
  4. As preocupações de segurança: Embora as tecnologias sem fio estão crescendo, a maioria dos locais de trabalho ainda não aceita-as totalmente nos pontos finais e quase nada no centro de dados (data center).
    6.  Manutenção de compatibilidade: As novas revisões da mídia de cobre são compatíveis com o cabeamento de categoria 3, permitindo suporte para redes token ring e redes Ethernet 10 megabits, permitindo facilmente compatibilidade com redes de mídia antigas ou legadas, durante os períodos de transição.

Mesmo com esses benefícios, a mídia de cobre ainda não pode ser o único cabeamento usado. A fibra ainda reina na maioria das redes com grandes  armazenamentos (storage) e as redes sem fios estão ganhando espaço no ponto final, principalmente com os novos dispositivos focados no consumo se adaptando a ambientes mainstream.

O que será necessário para mover a mídia de cobre da sua fortaleza? Uma nova mídia não parece ser provável aparecer e as redes sem fios provavelmente não irão escalar e fornecer a velocidade necessária no centro de dados (data center). Eu não vejo como a mídia de cobre possa perder o trono.

Disponível em:  http://blogs.techrepublic.com.com/networking/?p=3567&tag=rbxccnbtr1

Acesso em: 02/01/2011

Consulte nossos cursos on-line, os quais podem ajudá-lo a conseguir as certificações e o conhecimento desejado.

Sobre ademarfey

Professor de TI aposentado. Escritor na área de Redes de Computadores e Telecomunicações. Também pesquisa a Imigração Alemã no Brasil desde 2017.
Esse post foi publicado em Redes de Computadores. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s