Implicação da Próxima Década em Computação

Implicação da Próxima Década em Computação

Do original Implication of Next-Decade Computing in Wide Area Networking Alert By Jim Metzler and Steve Taylor, Network World. January 05, 2011 12:09 AM ET.

Traduzido e adaptado por Ademar Felipe Fey em 10/01/2011

Encerrando nossa olhada de como a convergência das capacidades da computação e comunicação será na próxima década, há algumas questões fundamentais que foram importantes (numa forma diferente) 10 anos atrás, que continuarão a precisar serem corrigidas. E embora nós não somos tão ousados para indicar como elas serão resolvidas, elas estão conosco para ficar.

Na verdade, nós vamos quebrar esses desafios em três grandes áreas: Segurança, Desempenho e Legislação.

Vamos começar com a segurança. Uma década atrás, a segurança era relativamente simples. O mundo era constituído principalmente por redes privadas ou de redes virtuais privadas, de modo que só havia conectividade limitada. A idéia de oferecer conectividade via Internet para a rede corporativa era incipiente. Na verdade, mais uma vez examinamos nossos arquivos. Nós pensamos que escrevemos pela primeira vez sobre Distributed Denial of Service (DDoS) pouco mais de 10 anos atrás. E esta vulnerabilidade intrínseca ainda está por aí, recentemente está na imprensa popular, sobre ataques DDoS contra o site “WikiLeaks”, por exemplo.

Um mundo interligado traz consigo um grande potencial para o bem e o mal. Assim, o principal foco continuará a ser em segurança das redes – e especialmente sobre a questão extremamente difícil de manter a segurança corporativa, permitindo o acesso através de uma ampla gama de dispositivos móveis.

Infelizmente, a Internet foi desenvolvida com o falso pressuposto de que os participantes obedecem às regras. E a abertura com base neste pressuposto tem sido abusada.

Consequentemente, nós realmente seremos tão imprudentes e prever que pode muito bem ser desenvolvida uma internet comercial “paralela” na qual são aplicadas regras mais rígidas e aceitas em troca de ter uma rede menos vulnerável. (Infelizmente, a segurança ainda é uma questão de integridade pessoal e não da rede em si. Enquanto as pessoas controlarem as redes, os funcionários continuarão a ser o maior fator de risco).

E por falar em pessoal, isso não é necessariamente uma visão otimista, mas dificilmente se vê uma maneira de voltar para o número de indivíduos empregados que existia uma década atrás em TI e telecomunicações. Com a tecnologia avançada de rede e serviços baseados em nuvem, nós simplesmente não vamos exigir muitas pessoas que estão, basicamente, fazendo trabalhos paralelos.

Assim, enquanto a nossa indústria está claramente no meio de uma “recuperação”, devemos admitir que essa provavelmente será uma recuperação em que poucos empregos serão criados para acompanhar os rendimentos das empresas.

Da próxima vez, vamos encerrar essa discussão, abordando o desempenho e a legislação.

Disponível em: http://www.networkworld.com/newsletters/frame/2011/010311wan2.html?source=NWWNLE_nlt_wan_2011-01-06

Acesso em: 07/01/2011

Traduzido e adaptado por Ademar Felipe Fey em 10/01/2011.

Consulte nossos cursos on-line e adquira o conhecimento necessário.

Sobre ademarfey

Professor de TI aposentado. Escritor na área de Redes de Computadores e Telecomunicações. Também pesquisa a Imigração Alemã no Brasil desde 2017.
Esse post foi publicado em Carreira, Redes de Computadores, Tendência em Redes e áreas afins e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s