IPv6: O que e o Por quê?

Confira nossos E-books e Cursos on-line completos!

IPv6: O que e o Por quê?

Do original IPv6: What and why? Wide Area Networking Alert By Jim Metzler and Steve Taylor, Network World. November 17, 2010 12:06 AM ET

Traduzido e adaptado por Ademar Felipe Fey em 29/01/2011.

Alguns dos posts e discussões mais populares no Webtorials continuam a girar em torno do IPv6. Em especial, nos sentimos como se as empresas estão lutando para decidir exatamente como as suas estratégias de implementação devem ser e como elas podem melhor implementar essas estratégias.

O IPv6 e os federais: Liderança ou loucura?

Em nosso último boletim, que citou um memorando de 28 de setembro de 2010, a partir do escritório do CIO Federal. Em particular, a nota afirma:

“O governo federal deve apoiar a transição para o IPv6, a fim de:
• Habilitar o êxito da implantação e expansão das iniciativas de modernização das tecnologias da informação (TI) federais chaves, tais como a computação em nuvem, a banda larga e o SmartGrid, que contam com as robustas e escaláveis redes Internet;
•Reduzir a complexidade e aumentar a transparência dos serviços de Internet, eliminando a necessidade de arquitetura necessitar das tecnologias Network Address Translation (NAT).
•Habilitar serviços de segurança ubíqua para comunicação fim-a-fim da rede, que servirá como base para garantir o futuro dos sistemas federais de TI.
• Habilitar a Internet para continuar a operar de forma eficiente, através de uma plataforma integrada de redes, bem arquitetadas e acomodar a futura expansão dos serviços baseados na Internet.”

Vamos analisar cada ponto, em ordem.
Para o primeiro ponto, todas as funções listadas aqui estão sendo realizadas hoje muito bem usando o IPv4. O IPv6 seria “bom”? Provavelmente. Mas não estamos convencidos da absoluta urgência.

Mas agora, como a eliminação NAT está em pauta, essa é uma questão mais difícil. Algumas funções, tais como telefonia IP direta seria mais fácil sem o NAT. Ao mesmo tempo, o NAT também atua como um firewall bastante eficaz em muitos casos. Talvez a razão mais convincente por trás da eliminação do NAT é que será mais fácil identificar a origem mais provável de uma mensagem. No entanto, desde que a falsificação de endereços IPv4 tem sido feita durante anos, a infra-estrutura de rede deve, de alguma forma, identificar os falsos endereços IPv6.

E talvez, a crença de que os endereços IPv6 não serão falsificados, está por trás do terceiro ponto, indicando que os sistemas federais de TI serão mais seguros. E o último ponto, com certeza, concordamos. Mas também gostamos da mamãe e de torta de maçã (!!).

Se você olhar para a maioria das outras fontes de opiniões sobre o assunto, a única razão realmente sensata para ir para o IPv6 é aumentar o espaço de endereço. Como apontado em um recente Web cast da AT & T, a demanda por dispositivos IP habilitados está aumentando exponencialmente, enquanto que menos de 6% dos endereços IPv4 estão disponíveis mundialmente.

Assim a dedução é que, enquanto os federais estão, talvez, com um pouco de excesso de zelo (se descontarmos a ambigüidade), o que as empresas realmente precisam é de um plano de migração. E veremos isso no próximo boletim.

Steve Taylor é o presidente da Distributed Networking Associates e redator/editor-chefe da Webtorials. Jim Metzler é vice-presidente da Ashton, Metzler & Associates.

Disponível em: http://www.networkworld.com/newsletters/frame/2010/111510wan2.html

Acesso em: 28/01/2010

Traduzido e adaptado por Ademar Felipe Fey em 29/01/2011.

Confira nossos E-books e Cursos on-line completos!

Sobre ademarfey

Professor de TI aposentado. Escritor na área de Redes de Computadores e Telecomunicações. Também pesquisa a Imigração Alemã no Brasil desde 2017.
Esse post foi publicado em IPV6, Redes de Computadores e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s