Uma Retrospectiva da TI 25 anos atrás. Parte 1.

Uma Retrospectiva da TI 25 anos atrás. Parte 1.

Do original A Retrospective: Twenty-Five Years Ago. Artigo de Geoff Huston da APNIC.The Internet Protocol Journal, Volume 15, No. 1, March 2012.

Traduzido por Raul Ricardo Gauer. Editado por Ademar Felipe Fey.

A Tecnologia da Informação raramente faz uma pausa para respirar. Gordon Moore observou em 1965 que o número de componentes em circuitos integrados dobrou a cada ano de 1958 a 1965, e previu com confiança que esta duplicação continuará “durante pelo menos 10 anos.” Este recurso tem sido uma característica permanente da indústria do silício para os últimos 50 anos, e sua constância tem transformado esta previsão em Lei de Moore. As implicações deste impulso constante para inovação neste setor resultaram em uma indústria que é incapaz de permanecer em êxtase, e que temos em vez disso é uma indústria que se reinventa completamente em ciclos curtos de uma década.

Olhando para trás nos últimos 25 anos, temos percorrido uma distância enorme em termos de capacidade técnica. As inovações principais do silício na década de 1980 estavam no chip Intel 80486, que continha 1 milhão de transistores em um único chip de silício com uma velocidade de clock de 50 MHz, e um igualmente capaz processador Motorola 68040. Vinte e cinco anos mais tarde, o estado da arte é um chip processador multicore que contém um pouco menos de 3 bilhões de transistores individuais e velocidades de relógio que se aproximam de 4 GHz. No mesmo período, conseguimos construir extremamente sofisticados ambientes programados que produziram produtos, tais como o aplicativo Apple Siri  para iPhone, que combina reconhecimento de voz com um poderoso sistema de manipulação da informação, e nós temos toda essa capacidade de computação em um dispositivo que se encaixa confortavelmente no seu bolso com espaço de sobra!

Dado que nos últimos 25 anos a TI tem sido tão ativa, olhar para trás ao longo deste período e contemplar tudo o que aconteceu é uma tarefa difícil, e eu tenho quase certeza de que qualquer esforço para identificar os destaques inovadores nesse período seria necessariamente muito idiossincrático. Então, ao invés de tentar traçar toda a história que nos levou de lá para cá eu gostaria de olhar para o ambiente de rede do final dos anos 1980 e ver o que moldou o que estamos fazendo hoje, e como isto pode influenciar o nosso amanhã.

No próximo  mês: O cenário da computação final dos anos 1980

Disponível em: http://www.cisco.com/web/about/ac123/ac147/archived_issues/ipj_15-1/151_25-years-ago.html

Acesso em: 13/08/2012

 

Sobre ademarfey

Professor de TI aposentado. Escritor na área de Redes de Computadores e Telecomunicações. Também pesquisa a Imigração Alemã no Brasil desde 2017.
Esse post foi publicado em Redes de Computadores e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s