Reflexões e Questionamentos sobre o IPv6

Confira nossos E-books e Cursos on-line completos em infra de Redes!

capa 3a edição jpeg blogcapa Dominando Sub-redes no IPv6 e IPv4 1a ed_bat

Reflexões e Questionamentos sobre o IPv6

Segundo relato dos especialistas, no ano passado os provedores de acesso à Internet na Ásia já haviam esgotado os endereços IPv4 e começaram a consumir endereços IPv6.

Nos Estados Unidos a exaustão do IPv4 também é sentida e há uma crescente adesão ao IPv6 (pesquise os demais artigos sobre IPv6 em nosso blog).

Na América do Sul a previsão é de esgotarmos os endereços IPv4 no primeiro semestre de 2012

Em nível mundial algumas iniciativas procuram alertar para a necessidade de uso imediato do IPv6, como o Dia Mundial do IPv6, realizado no dia 8 de junho deste ano, promovido pela Internet Society.

Ao longo dos 3 últimos anos, temos lido e traduzido alguns artigos e posts sobre o IPv6 e procurado observar a tendência da adoção deste protocolo, buscando entender o que se passa na área de interconexão de redes de computadores.

Baseados neste cenário, decidimos realizar algumas reflexões e questionamentos, porque não dizer opiniões, sobre o novo protocolo IPv6.

O IPv6 está por aí, enquanto o IPv4 por aqui vai se exaurindo. Nesta fase do vai ou não vai, alguns questionamentos vêm à tona, a saber:

– “Nós temos muitos anos para esta transição”.

Quem pensa desta forma, com certeza vai se sentir frustrado. A Internet está crescendo a uma taxa que consome cerca de 200 milhões de endereços a cada ano e, além disto, milhões de novos serviços exigem, na mesma proporção, endereços IPv4.

A técnica de pilha dupla, solução plausível para o convívio com o IPv6, certamente não será plausível daqui alguns anos. Então, meus amigos, urge rapidamente fazer a transição para o IPv6. Quanto mais se posterga, maior a dificuldade para a efetiva transição.

NAT sobre NAT sobre NAT vai funcionar”.

Talvez, mas não o tempo todo e nem da forma que é feito hoje.

Não é só a complexidade do NAT Múltiplo, conhecido como NAT 444, que apresenta desafios para as aplicações, mas também a quantidade elevada de portas de aplicações necessárias, entre outras exigências, que elevam o processamento e controle dos aplicativos tornando-os suscetíveis às falhas.

– “Meu ISP tem endereços IPv4 suficientes para durar anos, por isto não há problemas, para mim, é claro. Eu não quero nem saber”.

Doce ilusão. Alguém, em algum lugar, vai precisar usar o IPv6 e menos dia mais dia, outros e mais outros também. Você vai ficar isolado?

-“Nós sabemos o que estamos fazendo”.

Não estamos bem certos disto. Individualmente até podemos perceber a transição em termos que se relacionam com nossas próprias circunstâncias e limitações, mas a partir da perspectiva da Internet como um todo, não, nós não estamos realmente cientes do que está acontecendo e pior, tem muita gente que não está procurando saber.

– “Porque me preocupar? Alguém vai criar artifícios que suprem a exaustão do IPv4”.

Na verdade já criaram e com elas também uma série de problemas que não poderão persistir à medida que o crescimento exponencial da Internet se confirma dia após dia.

Teoricamente, facilitar o emprego destes artifícios tem o potencial de tornar a Internet muito pior, e pode ser visto como uma péssima opção para justificar não se implantar e suportar o IPv6 em tempo hábil.

“Começar por onde então”?

A palavra chave é:

Capacitação para aquisição do conhecimento sobre o IPv6.

Não há como enfrentar a fera sem conhecê-la.

Nesse sentido, entendemos que para conhecer bem o novo protocolo IPv6 é importante uma revisão dos conceitos fundamentais do IPv4, o que podemos pensar como um “alicerce” ou como um “apoio” para adquirir a compreensão deste protocolo.

Nosso curso sobre o IPv6 justamente começa revisando o IPv4 e vai aos poucos introduzindo os novos conceitos do IPv6 e termina com configurações práticas deste protocolo.

E então, a partir destas reflexões e questionamentos, você vai ficar parado esperando a onda do IPv6 chegar e bater à sua porta?

Mini artigo da autoria de Raul Ricardo Gauer e Ademar Felipe Fey

Professores e Tutores de cursos on-line na área de Infraestrutura de Redes de Computadores e Telecomunicações.

Postado em 01/11/2012

Confira nossos E-books e Cursos on-line completos em infra de Redes!

capa 3a edição jpeg blogcapa Dominando Sub-redes no IPv6 e IPv4 1a ed_bat

Sobre ademarfey

Professor de TI aposentado. Escritor na área de Redes de Computadores e Telecomunicações. Também pesquisa a Imigração Alemã no Brasil desde 2017.
Esse post foi publicado em IPV6, Redes de Computadores e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s