A História e as Melhores Certificações Linux para 2014

Confira nossos E-books  e Cursos On-line completos!

As Melhores Certificações Linux para 2014

Do original Best Linux Certifications for 2014.  By Ed Tittel, November 22, 2013 12:48.

Traduzido e adaptado por Ademar Felipe Fey em 28/01/2014.


Certificações Linux para profissionais de TI que trabalham em ambientes de servidores Linux incluem uma mistura interessante de credenciais de fornecedor neutro e específico de distribuição da Red Hat, Novell, Oracle e muito mais. Aqui estão as 5 melhores certificações Linux para 2014.

História do Linux

Embora o nascimento de Linux não ocorreu até 1991, quando o estudante universitário finlandês Linus Torvalds começou a trabalhar em um novo e livre sistema operacional, as suas raízes percorreram todo o caminho de volta para a década de 1960 em um centro de pesquisa e desenvolvimento arquetípico ainda conhecido e reverenciado como Bell Labs. Fazendo uma pausa na construção de um sistema operacional multi-usuário em massa, complexo e poderoso chamado Multics, Ken Thompson (e, posteriormente, Dennis Ritchie e, eventualmente, uma série de outros) começou a trabalhar em um sistema operacional simples, mínimo para que ele pudesse usá-lo para executar num computador o seu jogo favorito na sua época, conhecido como Space Travel .

Em última análise, Brian Kernighan (outro astro então desconhecido também trabalhando no Bell Labs na época) jocosamente referiu-se ao SO de brinquedo de Thompson como UNICS, para contrastar sua simplicidade mínima contra a complexidade enorme do MULTICS. Logo depois, tornou-se conhecido como UNIX, e iria se tornar o padrão para sistemas operacionais de minicomputadores (e mesmo de microcomputadores) ao longo dos anos 1970 e 1980, até que a revolução do PC direcionou para diferentes designs de SOs mesmo que sob a filosofia de design e arquitetura do UNIX.

Mas, mesmo na década de 1990, quando Torvalds começou com o Linux, havia muitas mais graves necessidades de computação para multi-tarefa, processamento paralelo, computação de alto volume e assim por diante, que os sistemas operacionais de microcomputadores simplesmente não conseguiam lidar. Ao mesmo tempo, ele ainda permaneceu muito caro para investir em hardware e software necessários para fazer a computação em escala industrial. Esforços de Richard Stallman com o Hurd (uma licença GPL de SO patchwork que não foi concluída muito bem) não conseguiu atingir a massa crítica, então ninguém usou muito essa plataforma, também.

A partir da década de 1970 à década de 1990, a AT&T amarrou muitos dos principais fabricantes de computadores da época em litígios com base em patentes retiradas do UNIX, uma vez que se mudou para lançamentos do System V e posteriores. Embora a famosa Berkeley Software Distribution (BSD) fez muito para abrir o UNIX e fazer o seu funcionamento interno visível, inteligível e infinitamente personalizável, essas mesmas ações judiciais em última instância, estrangularam o desenvolvimento e adoção de BSD antes do final do século XX.

Em suma, Torvalds tinha muitas boas razões para montar e promulgar um sistema operacional livre e de código aberto, e todos os motivos para esperar que o trabalho meritório e útil nessa área seriam recompensados ​​pela participação em larga escala a partir de outros desenvolvedores, e ampla adoção de legiões dos usuários de computador ansiosos para executar um poderoso, sistema operacional multi-tarefa. E, claro, Torvalds entendeu muito bem que a implementação tinha que ser nova, de modo que não poderia haver motivos para a AT & T aproximar-se dele com toda a sua artilharia legal com lança chamas à distância. A Wikipedia atribui uma decisão interessante a Torvalds: ” … se tanto o kernel GNU ou o kernel 386BSD estivessem disponíveis na época, ele provavelmente não teria escrito sua própria implementação. Mas eles não estavam, de modo que ele escreveu o seu próprio kernel e o chamou de Linux”.

Hoje, vinte e tantos anos depois, o Linux tornou-se uma verdadeira força na indústria da computação. Na verdade, o Linux não é amplamente utilizado em desktops (especialmente os que pertencem aos usuários menos experientes em computadores que compõem a grande maioria dessa população) – os últimos dados do NetMarketShare mostram que todas as versões do Linux representam apenas 1,61 % do total da quota de mercado do sistema operacional desktop. Mas o Linux é extremamente forte no lado do servidor, onde ele goza de uma quota de cerca de 47,2% (W3Techs.) no mercado e que detém um quase monopólio em supercomputadores, onde a sua quota de mercado em novembro de 2013 foi de 82,8% (Top500.org).

Como ele tem mais influência sobre os servidores que, por vezes, mais do que os desktops, os profissionais de TI tendem a investir mais de si para aprender sobre computação de servidor para tudo, desde a instalação, configuração, manutenção, virtualização, suporte a aplicativos e assim por diante. E, forçosamente, isso também significa que muitos profissionais de TI estão trabalhando com e em torno de sistemas operacionais Linux em uma base diária, muitas vezes junto com o Windows e diversas marcas atuais do SO UNIX também.

Não deve ser nenhuma surpresa que as melhores das certificações em Linux disputa um desejo considerável entre os profissionais de TI e apresenta uma mistura interessante de distribuição (ou marca) de credenciais agnósticas ao lado de algumas credenciais específicas de fornecedores muito formidáveis ​​também. Não deve ser surpreendente que existam várias escadas de certificação bem elaboradas disponíveis para os interessados ​​em dedicar tempo e esforço a longo prazo na aprendizagem, em utilizar e dominar o ambiente do sistema operacional Linux e todos a badalação que o cerca.

1 . As Top 5 Certificações Linux

Segundo o autor, estas são as Top 5 certificações em Linux (clique no link para detalhes da certificação):

1.    CompTIA Linux+ Powered by LPI

2.    Linux Professional Institute Certifications

3.     Novell/SUSE CLA, CLP & CLE

4.     Red Hat RHCSA, RHCE & RHCA

5.    Oracle Linux OCA & OCP

6.     Além das Top 5: Mais Certificações Linux

Sobre o autor

Tittel é um veterano com mais de 30 anos de TI que trabalhou como programador, gerente técnico, instrutor, consultor da rede e evangelista técnico para empresas, incluindo Burroughs, Schlumberger, Novell, IBM / Tivoli e NetQoS . Ele escreveu para várias publicações e é autor de mais de 140 livros com uma ênfase especial na segurança da informação, linguagens de markup Web e ferramentas de desenvolvimento e sistemas operacionais Windows.

Disponível em: http://www.tomsitpro.com/articles/linux-certifications,2-654.html

Acesso em: 21/01/2014.

Traduzido e adaptado por Ademar Felipe Fey em 28/01/2014.

Confira nossos E-books  e Cursos On-line completos!

Sobre ademarfey

Professor de TI aposentado. Escritor na área de Redes de Computadores e Telecomunicações. Também pesquisa a Imigração Alemã no Brasil desde 2017.
Esse post foi publicado em Carreira, Certificação e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s