E-book Dominando Sub-redes no IPv4 e no IPv6 2a ed 2015 (Formato PDF – 165 páginas tamanho A4)

E-book Dominando Sub-redes no IPv4 e no IPv6 – 2a ed 2015 (E-book PDF – 165 páginas formato A4)

capa Dominando Sub-redes no IPv6 e IPv4 1a ed_bat

Versões disponíveis (responsabilidade da venda por sites externos):

PDF (site Loja Virtual de TI) ==>  ver preço e comprar

Kindle (site Amazon)  ==> Ver Preço e Comprar – clique aqui

ePub (site Kobo) ==> Ver Preço e Comprar – clique aqui

Impressa (site Clube dos Autores) ==> Ver Preço e Comprar – clique aqui

Resumo:

O entendimento do conceito e do cálculo de sub-redes é uma das tarefas que mais traz dificuldades para o estudante de Redes de Computadores (e à vezes também de profissionais da área) usando tanto o IPv4 quanto o IPv6. O livro pretende levar esse conhecimento ao leitor, a partir do estudo inicial da camada de rede, da estrutura do endereçamento IPv4 e da revisão básica da matemática binária. Após esse estudo preliminar, o livro aborda objetivamente os tópicos de sub-rede no IPv4, da VLSM e do CIDR. Por último o livro trata da introdução ao IPv6, do endereçamento IPv6, da matemática hexadecimal e de sub-redes no IPv6. Tudo isso com exemplos passo a passo dos cálculos realizados. Na segunda edição o livro foi revisado e ampliado, inserindo-se exercícios no final dos capítulos teóricos, além de um capítulo com estudos de caso com sub-redes no IPV4 e no IPV6. Nos estudos de casos constam as configurações dos principais equipamentos de comunicação utilizados.

Sumário:

CAPÍTULO 1 INTRODUÇÃO AO TCP/IP 15
1.1 INTRODUÇÃO 15
1.2 BÁSICO DO MODELO OSI 16
1.3 BÁSICO DO MODELO TC/IP 18
1.4 EXERCÍCIOS 21
CAPÍTULO 2 PROTOCOLO IP E A CAMADA DE REDE 22
2.1 INTRODUÇÃO 22
2.2 CONCEITOS BÁSICOS DA CAMADA DE REDE 22
2.2.1 Função 22
2.2.2 Funcionamento 22
2.2.3 Protocolos da Camada de Rede 23
2.3 FUNCIONAMENTO DO PROTOCOLO ROTEÁVEL IP 23
2.3.1 O que é o protocolo IP? 24
2.3.2 Cabeçalho IP 25
2.3.2.1 Campos do Cabeçalho IP 25
2.3.3 Importância dos Campos do Cabeçalho do Protocolo IP 28
2.3.4 Conversão binária para decimal 28
2.3.5 Determinando a Rede de um endereço IP 30
2.3.6 Aplicando a Máscara 31
2.3.7 Classes de Endereçamento IP 32
2.3.8 Identificando a Classe de um endereço IP 35
2.3.9 Endereços IP Especiais e Reservados 36
2.3.10 Porque da utilização de endereços IPs de Sub-Rede 37
2.4 EXERCÍCIOS 38
CAPÍTULO 3 CRIANDO SUB-REDES EM REDES IPV4 40
3.1 INTRODUÇÃO 40
3.2 CRIANDO SUB-REDES A PARTIR DE UM ENDEREÇO DE REDE PADRÃO 41
3.2.1 Sub-rede com endereço IP classe C 41
3.2.2 Sub-rede com endereço IP classe B 45
3.2.3 Sub-rede com endereço IP classe A 47
3.2.4 Descubra se um IP dado pertence a um host, rede ou sub-rede 48
3.2.5 Resumo de sub-redes 50
3.3 EXERCÍCIOS 50
CAPÍTULO 4 VLSM (VARIABLE LENGHT MASK) 52
4.1 INTRODUÇÃO AO VLSM 52
4.2 CRIANDO SUB-REDES COM MÁSCARA VARIÁVEL (VLSM) 52
4.3 EXERCÍCIOS 62
CAPÍTULO 5 CIDR (CLASSLESS INTER-DOMAIN ROUTING) 63
5.1 INTRODUÇÃO AO CIDR 63
5.2 CIDR NA PRÁTICA 63
5.3 EXERCÍCIOS 70
CAPÍTULO 6 INTRODUÇÃO AO IPV6 71
6.1 INTRODUÇÃO 71
6.2 EXAUSTÃO DO IPV4. 71
6.3 COMPARAÇÃO ENTRE CABEÇALHOS DO IPV4 E DO IPV6 71
6.4 MELHORIAS NO CABEÇALHO IPV6 75
6.4.1 Cabeçalhos de extensão 75
6.5 FRAGMENTAÇÃO NO IPV6 77
6.6 ESTRUTURA DO ENDEREÇAMENTO IPV6 78
6.7 ALOCAÇÃO DE ENDEREÇO IPV6 79
6.8 INTRODUÇÃO ÀS SUB-REDES NO IPV6 79
6.9 REPRESENTAÇÃO DOS ENDEREÇOS NO IPV6 80
6.10 TERMINOLOGIA TÉCNICA DO IPV6 81
6.11 O ESCOPO DO ENDEREÇAMENTO NO IPV6 81
6.12 TIPOS DE ENDEREÇOS IPV6 82
6.13 CONJUNTO DE ENDEREÇOS DE INTERFACE 83
6.14 TIPOS DE PREFIXO DE ENDEREÇAMENTO 83
6.15 ROTEAMENTO NO IPV6 83
6.16 EXERCÍCIOS 85
CAPÍTULO 7 CRIANDO SUB-REDES EM REDES IPV6 86
7.1 INTRODUÇÃO 86
7.2 CRIANDO SUB-REDES EM REDES IPV6 86
7.3 FORMATO DOS ENDEREÇOS IPV6 87
7.4 ATRIBUIÇÕES DE ENDEREÇOS IPV6 95
7.5 A LÓGICA DA CRIAÇÃO DE SUB-REDES NO IPV6 98
7.6 MÉTODO PARA FORMAR AS SUB-REDES NO IPV6 101
7.7 COMO IDENTIFICAR AS SUB-REDES EM IPV6 103
7.8 EXERCÍCIOS 106
CAPÍTULO 8 BOAS PRÁTICAS NA ALOCAÇÃO DE SUB-REDES EM IPv6 108
8.1 INTRODUÇÃO 108
8.2 VANTAGENS DE UM BOM PLANO DE ENDEREÇAMENTO 108
8.3 BOAS PRÁTICAS 109
8.3.1 Criar sub-redes utilizando 4 bits ou múltiplos 109
8.3.2 Separar blocos criados para a infraestrutura 111
8.3.3 Atribuir endereços de loopback utilizando a primeira sub-rede /64 criada 112
8.3.4 Utilizar nos links ponto-a-ponto endereços /127 ou /126 112
8.3.5 Prefixos de tamanhos coerentes para cada nível hierárquico dentro da rede 112
8.4 DISTRIBUIÇÃO USUAL DOS PREFIXOS IPv6 112
8.4.1 Distribuição de endereços IPv6 113
8.5 Ordem de alocação 114
8.5.1 Rightmost 115
8.5.2 Leftmost 116
8.5.3 Reservar Blocos ou pular 118
8.6 EXERCÍCIOS 120
CAPÍTULO 9 ESTUDOS DE CASO SEGMENTANDO UMA REDE LAN 121
9.1 INTRODUÇÃO 121
9.2 SEGMENTANDO UMA REDE LAN IPv4 121
9.2.1 Calculando as sub-redes /24 122
9.2.2 Designando as sub-redes /24 para os setores 123
9.2.3 Definindo as VLANs para cada setor 123
9.2.3.1 Setor de Administração 123
9.2.3.2 Setor Comercial 123
9.2.3.3 Setor de Assistência Técnica 124
9.2.3.4 Setor de Produção 124
9.2.3.5 Setor da Direção 124
9.2.4 Topologia da rede segmentada 124
9.2.5 Configurando os elementos de rede 125
9.2.5.1 Configurando o Roteador no usuário 125
9.2.5.2 Configurando o Switch Core 127
9.2.5.3 Configurando os Switches dos setores 129
9.3 SEGMENTANDO UMA REDE LAN IPV6 130
9.3.1 Cálculos das sub-redes 132
9.3.1.1 Considerações sobre os cálculos das sub-redes 132
9.3.1.2 Escolhendo as sub-redes para as VLANs (redes virtuais) 134
9.3.2 Topologia exemplo criada no simulador de redes 137
9.3.3 Criação das VLANs 137
9.3.3.1 Switch Core 137
9.3.4 Configurando as portas do switch core 138
9.3.5 Designando portas às VLANs 139
9.3.5.1 Vlan2 139
9.3.5.2 Vlan3 140
9.3.5.3 Vlan4 140
9.3.5.4 Vlan5 141
9.3.5.5 Vlan6 141
9.3.6 Configurando o roteador no usuário 141
9.3.6.1 Configurando as interfaces e roteamento do roteador no usuário 141
CAPÍTULO 10 MATEMÁTICA PARA O SISTEMA BINÁRIO E HEXADECIMAL 144
10.1 INTRODUÇÃO AOS SISTEMAS NUMÉRICOS 144
10.2 SISTEMA DECIMAL 144
10.3 POTENCIAÇÃO 145
10.3.1 Propriedades da potenciação: 145
10.4 SISTEMA BINÁRIO 146
10.4.1 Pequeno histórico do sistema binário 146
10.4.2 Sistema binário na prática 147
10.5 CONVERSÃO DE BASE NUMÉRICA 148
10.5.1 Transformando decimal em binário pelo uso do valor posicional 148
10.5.2 Transformando decimal em binário por divisões sucessivas 149
10.5.3 Transformando binário em decimal 149
10.6 COMBINAÇÕES EM BINÁRIO. 150
10.7 OPERAÇÃO LÓGICA AND 151
10.8 SISTEMA HEXADECIMAL 152
10.8.1 Pequeno histórico do sistema hexadecimal 152
10.8.2 Sistema hexadecimal na prática 153
10.8.3 O hexadecimal e o Nibble 154
10.8.4 Conversão de base numérica com hexadecimais 154
10.8.5 Transformando decimal em hexadecimal pelo uso do valor posicional 155
10.8.6 Transformando decimal em hexadecimal por divisões sucessivas 156
10.8.7 Transformando hexadecimal em decimal 157
10.8.8 Transformando hexadecimal em binário 157
10.8.9 Transformando binário em hexadecimal 158
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 160
APÊNDICE A – CADASTRO NO BLOG INFRAESTRUTURA DE REDES 162
APÊNDICE B – INDICAÇÕES DE CURSOS ON-LINE/E-BOOKS POR ASSUNTO 163
APÊNDICE C – OUTRAS OBRAS DOS AUTORES 165

Versão PDF ==>  ver preço e comprar

capa Dominando Sub-redes no IPv6 e IPv4 1a ed_bat

 

 

 

Maiores informações pelo e-mail cursosead.aff@gmail.com

Anúncios
Esse post foi publicado em E-books, Redes de Computadores, Sub-Redes e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s