O desenvolvimento dos modelos de referência de protocolos em interconexão de redes (do NCP ao TCP/IP)

Confira nossos E-books, Cursos, Videoaulas e Artigos em Infra de Redes!

capa Introdução às redes de Computadores 3a edição 2015 blog_150705FRC 700 questoes_blog

O desenvolvimento dos modelos de referência de protocolos em interconexão de redes (do NCP ao TCP/IP)

Ademar Felipe Fey em 24/02/2015.

Uma rede de computadores pode ser entendida como um conjunto de equipamentos e software de comunicação interligando computadores, permitindo o acesso a dados e compartilhamento de recursos.

Os primeiros computadores (mainframes) trabalhavam de forma isolada (1950-1960). Os dados eram “importados” através de leitura de cartões perfurados, por exemplo. A IBM foi a companhia que se destacou naquela época.

No final dos anos 1950 surgiram as primeiras redes de computadores: a rede SAGE que incluía o sistema de radar militar dos EUA “ambiente terreno semiautomático” (Semi-Automatic Ground Environment – SAGE). Em 1960, o sistema de reserva de linhas aéreas comercial “ambiente de pesquisa de negócios semiautomático” (Semi-Automatic Business Research Environment – SABRE) foi “ao ar” com dois mainframes conectados (Fonte: Wikipédia).

Com o surgimento dos minicomputadores apareceram as tentativas iniciais de conectividade, por parte dos fabricantes dos computadores, através de terminais burros e depois com a interligação de minicomputadores entre si (1970-1980).

Companhias como a IBM, Digital (DEC) e Burroughs dominavam o mercado.
No início da década de 70 a Arpanet foi implantada utilizando um conjunto de protocolos de comunicação chamado NCP (Network Control Protocol). O NCP continha o protocolo Telnet e o FTP, RFCs 33, 36 e 78 (Fonte: http://www.livinginternet.com).

Em 1976 a Digital fabricava minicomputadores e utilizava um conjunto de protocolos de comunicação chamado de DNA (Digital Network Architecture) (Fonte: Tech Tutorial de Brett Glass – Google livros). Os minicomputadores PDP-11 e VAX foram os mais conhecidos. O VAX funcionava com os terminais de dados VT52 e posteriormente VT-100. A DEC foi a primeira empresa fabricante de computadores a se preocupar com a interligação de computadores, ou seja, com uma rede de computadores.

Segundo Brett Glass, enquanto o TCP/IP e o SNA não estavam ainda implantados, a DEC utilizava em 1974 o DNA nas interconexões de seus minicomputadores (arquitetura DECnet e protocolo DDCMP em 1976).

A IBM, sendo a líder do mercado da época, havia planejado o seu conjunto de protocolos de comunicação chamado SNA (Systems Networking Architecture) desde 1974. Seus minicomputadores System/36 (1978) e depois o AS/400 (1988) foram sucessos de vendas.
O SNA competiu com o OSI (lançado oficialmente em 1984) e com o TCP/IP (ativado na Arpanet oficialmente em 1983).

Com o surgimento dos PCs na década de 80 e das redes locais (protocolo Ethernet criado na Xerox por Metcalfe), tanto o OSI (Open Systems Interconnection) como o SNA não resistiram aos encantos do TCP/IP: grátis, enxuto e procedimentos de melhorias nos protocolos sem grandes formalidades, O OSI (criado pela ISO em conjunto com o ITU-T) era formal, teórico e consumia muito recurso de computação para ser implantado. As 7 camadas da pilha OSI exigiam muito dos computadores da época. Já o TCP/IP, com 4 camadas (posteriormente dito com 5 camadas), rodava em praticamente qualquer computador.

Com o advento da Internet na década de 1990 o TCP/IP tornou-se hegemônico tornando-se o padrão de fato, tendo o OSI assumido o papel de padrão teórico, para fins educacionais.

No entanto, não devemos nos enganar em relação ao OSI, pois muitas contribuições ele trouxe para o desenvolvimento dos protocolos utilizados nas redes de computadores, sendo que os protocolos das camadas 1 e 2 do modelo TCP/IP híbrido (5 camadas) são oriundos do modelo OSI.

Protocolos como o X-400 (sistema EDI), X-25 (primeira rede de pacotes mundialmente utilizada) e X-500 (serviço de diretório poderoso) são alguns exemplos de implementações práticas baseadas no modelo OSI.

Muito do estudo das redes de computadores se baseia nos protocolos que rodam em cada camada do TCP/IP na atualidade. Mas saber de onde surgiram os primeiros protocolos de comunicação nos ajuda a entender como se deu a evolução das redes de computadores.

Autoria do artigo: Ademar Felipe Fey
Editado em 24/02/2015 e postado em 01/03/2015.

Sobre ademarfey

Professor de TI aposentado. Escritor na área de Redes de Computadores e Telecomunicações. Também pesquisa a Imigração Alemã no Brasil desde 2017.
Esse post foi publicado em Redes de Computadores e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s