Irá o padrão 802.11 ac sem fio tornar a rede cabeada obsoleta?

capa-intro-redes-sem-fio-blogcapa CE 3a ed 2016 blog

Irá o padrão 802.11 ac sem fio tornar a rede cabeada obsoleta?

Do original Will 802.11ac Wireless Make Cabled Networks Obsolete? Cabling Standards News. Valerie Maguire.

Enquanto soa lógico dizer que os dispositivos IEEE 802.11ac da primeira onda a 80 MHz irão proporcionar um desempenho par a par com sistemas de cabeamento estruturado, porque eles podem, teoricamente, oferecer uma taxa de transferência máxima de 1,3 Gbps, há duas razões principais para afirmar que esta afirmação é imprecisa.

A primeira é que, uma vez que uma rede sem fio é uma rede compartilhada, a largura de banda máxima disponível é realmente dividida entre vários usuários. Tendo em mente que um ponto de acesso 802.11ac (AP) pode servir de 30 a 60 clientes, é fácil ver que há uma oportunidade significativa para que a rede tenha um período de tempo lento devido à falta de largura de banda, de acordo com as necessidades do usuário a qualquer momento. Isto está em contraste significativo em relação a uma rede 1000BASE-T, em que cada usuário tem a largura de banda total de 1 Gbps disponível em todos os momentos.

A segunda razão pela qual esta declaração é problemática é que a largura de banda total é especificada de forma diferente para sistemas com fio contra sistemas sem fio. Por exemplo, desde que a rede 1000BASE-T transmite em full-duplex (transmissão e recepção sobre os mesmos pares de cabos ao mesmo tempo), é capaz de operar a uma taxa máxima de 1 Gbps no sentido upstream e 1 Gbps na direção de dowstream. Isto é diferente de redes sem fios, que transmitem no modo semi-duplex e cuja largura de banda indicada é uma indicação de taxa de transferência, em ambas as direções combinadas.

A grande falha de uma rede de dados totalmente sem fio é a alta probabilidade da rede periodicamente se tornar lenta e saturar devido ao número de usuários e os aplicativos em uso. A experiência de conexões Wi-Fi em um avião vem à mente; nela o provedor de internet tem que “estrangular” a velocidade e restringir aplicativos de streaming para ser capaz de fornecer uma conexão estável, ainda que lenta, a todos os usuários.

Para solucionar o exposto acima, a melhor prática é complementar uma rede de cabeamento estruturado tradicional com uma rede sem fio. As vantagens dessa abordagem incluem a melhoria da confiabilidade, acesso dedicado e um melhor desempenho para os usuários e locais específicos, e flexibilidade para suportar futuros serviços IP, como aqueles exigidos por aplicações de prédios inteligentes e aplicações de segurança.

Assim, a conclusão é que, a menos que um usuário esteja conectado a um AP 802.11ac de segunda onda dedicado (ou seja, não existem outros usuários na rede sem fio!) operando em mais de 2 Gbps, ele não vai sentir a velocidade e acessibilidade de rede sequer comparável a uma rede 1000BASE-T de cabeamento estruturado. E, dado que as estatísticas de mercado mostram que as empresas estão finalmente migrando para 10GBASE-T na área de trabalho, é extremamente improvável que as redes sem fio vão tornar as redes cabeadas obsoletas em curto prazo.

Traduzido por Ademar Felipe Fey em 16/03/2016.

Disponível em: http://blog.siemon.com/standards/will-802-11ac-wireless-make-cabled-networks-obsolete

Acesso em: 16/03/2016

capa-intro-redes-sem-fio-blogcapa CE 3a ed 2016 blog

Sobre ademarfey

Professor de TI aposentado. Escritor na área de Redes de Computadores e Telecomunicações. Também pesquisa a Imigração Alemã no Brasil desde 2017.
Esse post foi publicado em Cabeamento Estruturado, Redes de Computadores, Wi-FI, Wireless e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s